RePública Em Ação

Debatendo temas sobre Relações Públicas

A Hora das Perspectivas

meduardosantana.wordpress.com

Os fatos que vão ditar as tendências em 2011, da cultura à economia.

Química, Florestas e a Holanda são alguns dos temas que vão ditar as tendências para o ano de 2011, em diversos setores.

Superadas as notícias que envolvem a retrospectiva do ano que passa, o mercado volta suas expectativas, imediatamente, para as perspectivas que chegam com o novo calendário. São fatos, eventos e pessoas que vão ditar as tendências dos próximos 365 dias, na cultura, na política, na economia e na sociedade como um todo.

Para se ter uma idéia da representatividade das perspectivas e das tendências, em 2009, o mercado já previa a Copa do Mundo na África e o centenário do médium Chico Xavier como grandes filões do ano de 2010, como de fato foi, é o que afirma o professor Marcelo Pinheiro, que a cada ano, estuda tendências em virtude de seu trabalho. “Se o Brasil perdeu a copa antes do tempo previsto, muita gente ganhou, antecipadamente. Com isso, que o diga o comércio que gira em torno do tema, da mesma forma que a indústria cultural se preparou para viver o centenário do nascimento de Chico Xavier, com livros, cd’s, filmes que perduram, até hoje. No caso do médium, inclusive, é uma tendência de 2010 que já mostrou que vai continuar em 2011”, explica.

Perguntado como dimensiona os fatos que podem se tornar perspectivas, o professor esclarece que são variáveis que demandam o acompanhamento das grandes mídias até matérias aprovadas nas casas legislativas, como o Senado e a Câmara Federal. “2011 será o Ano da Holanda no Brasil, aprovado por meio do Projeto de Lei nº 6498/2009, da Câmara, a exemplo da França, amplamente comemorada no País, em 2008”, comenta.

Para Marcelo Pinheiro, a simples aprovação da celebração de um País mexe com diversos ramos da sociedade, e como exemplos cita o mercado editorial, que vai explorar o tema com publicações que abordem aquele País; a gastronomia, com inúmeros festivais que vão surgir; o turismo internacional, com viagens e o próprio idioma, afinal, muitos holandeses virão para as comemorações oficiais da Lei. O efeito é cascata, destaca o professor, que também é Cerimonialista.

Embora seja a definição mais antiga para 2011, o novo ano também será marcado como: o Ano Internacional dos Povos Afrodescendentes, o Ano Internacional da Química, que promete movimentar a comunidade científica com eventos técnicos sob este foco e o Ano Internacional das Florestas, tema este que tem muito a ver com a região amazônica. Todos declarados pela Organização das Nações Unidas. O organismo já prepara, inclusive, uma série de ações alusivas as iniciativas.

“A Convenção de Viena, sobre relações diplomáticas, também completa 50 anos, e por seu caráter representativo, vai provocar discussões políticas em todo o mundo, gerando reuniões, eventos e notícias a respeito”, conclui o professor Marcelo Pinheiro, comentando outros assuntos que são perspectivas, e tendências, para 2001. Confira!

Na cultura

  • 2011 marca o centenário da Universidade de Lisboa, ícone do ensino mundial e de forte influência para o Brasil.
  • O Tetro Municipal de São Paulo completa 100 anos em 2011, o que vai gerar uma ampla programação cultural na cidade e vai ocupar os noticiários de todo o País, pelo seu valor histórico;
  • Maria Bonita, a ilustre mulher de Lampião, se viva fosse, completaria 100 anos em 2011.

Centenários

  • Além do Teatro Municipal de São Paulo, outros importantes centenários serão celebrados em 2011, como o do Guarani Futebol Clube, das Assembléias de Deus no Brasil e de marcas como a Tramontina, Chevrolet e Audi;

Literatura e música

  • Em 2011, faz exatos 100 anos da primeira edição do Livro O triste fim de Policarpo Quaresma, de Lima Barreto;
  • Centenário do nascimento de Marshalll Mcluhan, autor de conceitos comunicacionais como “aldeia global” e “o meio é a mensagem”;
  • Assim como de Assis Valente, compositor brasileiro, autor de Noite Feliz e Brasil Pandeiro.

Outros assuntos

  • Roberto Carlos comemora seus 70 anos em 2011 e a partir do enredo que está sendo preparado pela Beija Flor, no Carnaval carioca, a mídia estará voltada para esse tema. “E as festas no melhor estilo jovem guarda estarão novamente em alta”, afirma o professor Marcelo Pinheiro;
  • E pra que pensa que Paul McCartney foi a última novidade em termos de grandes shows internacionais, 2011 começa com nada mais nada menos que Amy Winehpuse, no dia 15 de janeiro, em São Paulo, seguida por nomes como Backstreet Boys, U2 e Shakira. “e junto com eles movimentam-se o turismo, a economia e muito outros setores”, afirma Marcelo Pinheiro;
  • O tradicional concurso Miss Universo, será realizado no Brasil, em 2011, assim como o Rock in Rio, que retorna ao País em meio a uma polêmica edição.

Governo gastou R$ 154 milhões em festas e homenagens, diz ONG

Para consolidar a importância desses fatos como perspectivas para o novo ano, o professor Marcelo Pinheiro recorre a cifra de R4 154 milhões gastos pelo governo Lula nos últimos 8 anos de mandato, com festas e homenagens, segundo a ONG Contas Abertas, divulgada na última semana.

“O maior indício de que tanto a iniciativa privada como a pública investem nesses eventos que, inevitavelmente, estiveram entre as tendências e perspectivas dos anos anteriores, afinal, muitos deles, são aprovados legalmente”, afirma.

De fato, aí está uma razoável tendência ou nicho a investir no ano que se inicia. E a prática não vem de 8 anos pra cá. Fernando Henrique Cardoso, o antecessor, gastou 60 milhões durante o seu governo, apontou a ONG Contas Abertas com a análise.

 

Luciana Hage

Relações Públicas

Conrerp 1021

Anúncios

13 de janeiro de 2011 Posted by | Uncategorized | Deixe um comentário